Junho 2015 – Newsletter

Maio - Junho 2015

 

Destaques:

Albatroz Engenharia na CIRED 2015 em Lyon

Albatroz Engenharia na ERIAC na Argentina

   - Implementação de alternativas à inspecção de linhas por Helicóptero

   - Visialização Multi-camada e correlação espaço-tempo

Albatroz Engenharia em Espanhol

   - Estagiários espanhois na Albatroz.

 

 

  

Ler notícias da newsletter de Junho de 2015 (inglês).

 

Para receber a versão integral da nossa Newsletter, contacte-nos através do e-mail info@albatroz.engineering 

Abril 2015 – Newsletter

Março - Abril 2015

 

Destaques:

Gama "Small Systems" para levar o PLMI a todas as linhas

Albatroz Engenharia no Simposium IT4Energy 2015

Catenária em linhas de transmissão com o PLMI

Novo website

 

 

 

 

Ler notícias da newsletter de Abril de 20155 (inglês).

CIRED 2015

Albatroz Engenharia na CIRED 2015

 

Este ano a Conferência Internacional e Exposição de Distribuição de Energia Elétrica (CIRED),  teve sua 23ª edição realizada em Lyon (França) de 15 a 18 de junho. O local escolhido foi o Centro de Convenções de Lyon, que oferece uma silhueta elegante e única incorporado entre o Ródano e o Parc de la Tête d'Or.
Contando com 1287 participantes da conferência de 60 países, mais de 550 visitantes da exposição, a CIRED 2015 quebrou todos os recordes de participação de edições anteriores desde 1971.
Cobrindo todo o campo dos sistemas de distribuição de energia elétrica e serviços associados, os aspectos técnicos do fornecimento de electricidade e aspectos relacionados, tais como redução de custos, ambiente, organização e habilidades a CIRED ofereceu 4 dias de conferências e exposições, mesas redondas, fóruns de investigação e inovação, tutoriais e sessões de posters.
A Albatroz Engenharia esteve presente no stand #D1, ao lado de uma das áreas de coffee break e aproveitou a oportunidade para mostrar alguns dos seus produtos e serviços nas áreas de software, hardware e aeronáutica.

 

 

Visualização multi-camada e correlação espacio temporal para gestão de activos baseada em risco.

Visualização multi-camada e correlação espacio temporal para gestão de activos baseada em risco.

por F. AZEVEDO1, J. GOMES-MOTA2, S. CORDEIRO2, J. CASACA3, L. CAMPOS PINTO3

1 Universidade Nova de Lisboa, 2 Albatroz Engenharia, 3 REN - Rede Eléctrica Nacional.

apresentado na Conferência da ERIAC - Encuentro Regional Iberoamericano de Cigré, Argentina, 17-21 Maio 2015, ERIAC 

 

Resumo

Na sequência do trabalho de identificação dos fatores ambientais de impacto na fiabilidade e tempo de vida restante das linhas elétricas de transmissão [1-6], os autores apresentam uma ferramenta de visualização que permite combinar dados de incidentes de rede com distribuições espaciotemporais de fatores de risco, possibilitando cálculos de índices de risco espaciotemporais (ou outras heurísticas equivalentes) associados aos circuitos elétricos. Esta ferramenta é uma parte integrante do projeto designado por “Grid Intelligence & Optimisation”, resultante duma colaboração nacional entre 3 entidades distintas: 1) um Departamento de Informática universitário; 2) o operador nacional de rede elétrica (transmissão); e 3) uma empresa privada de I&D trabalhando em processamento de sinal.
A ferramenta evidencia a correlação entre as causas observadas no terreno ou nos registos do despacho, os indicadores de risco que se pretende modelem os fatores de risco e os fenómenos e descrições de ativos que caracterizam a rede de transmissão e o ecossistema em que ela opera.
São apresentados casos práticos para fatores ambientais como fogos florestais, cegonhas e outra avifauna, lavagem de isoladores, coberto florestal e ocupação do solo, taxas de crescimento de vegetação, cadastro agrícola, descargas atmosféricas.
Porém, correlação não implica causalidade e é preciso validar as possíveis relações entre causas e consequências, sendo que muitos dos dados correlacionados traduzem realidades físicas ou fenómenos dependentes (fogos florestais dependem da temperatura, lavagens de isoladores dependem do tipo de isoladores e da poluição existente, cegonhas dependem das bacias hidrográficas e da ocupação do solo, etc.).
O artigo inicia-se com a introdução aos diversos fatores a considerar para fiabilidade e tempo de vida restante das linhas e aos modelos que estão por trás da criação dos índices de risco. Segue-se uma descrição das ferramentas de correlação e da relação com a infraestrutura de bases de dados de referenciação espaciotemporal que é a infraestrutura que se liga ao sistema de informação geográfica e ao sistema de gestão de ativos. Depois apresenta-se a interface com o utilizador e as formas de visualização dos dados guardados.
A discussão da ferramenta é ilustrada com a descrição de exemplos do terreno, começando pelas correlações evidentes e fáceis de interpretar (e que inspiram a passagem da correlação à causalidade) até aos casos em que há correlações múltiplas de fenómenos aparentemente independentes e que requerem uma melhor análise para reduzir o espaço de ambiguidade e eventualmente encontrar outros fenómenos que sejam causas primordiais ou diferentes daquelas que já estão representadas na base de dados.
Termina-se com uma discussão das limitações encontradas – sobretudo no reporte e modelação espaciotemporal dos dados - e com propostas de extensão a outras redes e outras causas de análise e com referência ao impacto que esta metodologia teve na interpretação por parte da REN dos fatores que afetam a fiabilidade e o tempo de vida restante da sua rede de linhas aéreas.

 

Palavras chave:

Gestão de Ativos Baseada em Risco – Causas Ambientais – Sistemas de Informação Geográfica – Correlação – Causalidade – Índice de Risco – Fiabilidade – Indicadores de Qualidade de Energia – Visualização – Interface Homem-Máquina

 

 

 

 

 

Análise de dados de inspecções com LiDAR para calcular a taxa de aproximação da vegetação às linhas aéreas

Análise de dados de inspecções com LiDAR para calcular a taxa de aproximação da vegetação às Linhas Aéreas

por Rita Lopes1, Sandra Cordeiro1, Francisco Azevedo2, João Gomes Mota1

1 Albatroz Engenharia, Portugal, 2 NOVA Laboratory for Computer Science and Informatics, Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa, Portugal

apresentado no simpósio IT4Energy, Lisboa, Abril 2015.

 

Resumo

Os factores ambientais são responsáveis pela maioria dos problemas das linhas eléctricas aéreas, estando uma parte significativa relacionados com a vegetação, maioritariamente na rede de distribuição. A manutenção é a chave para reduzir as ocorrências de acontecimentos relacionados com a vegetação, tem no entanto um impacto significativo no custo da gestão de activos da rede eléctrica e portanto deve ser optimizada. Este trabalho propõe um método para calcular as taxas de aproximação da vegetação, baseado nos dados LiDAR adquiridos durante as inspecções aéreas, com o intuito de optimizar os processos de manutenção e reduzir o impacto desta actividade na biodiversidade local.

Palavras chave:

Manutenção; Linhas eléctricas aéreas; Inspecção; LiDAR; Gestão da vegetação

braga3d2_2008

Sharing the transmission grid with storks and other birds

Sharing the transmission grid with storks and other birds

By J. Gomes-Mota 1, F. Azevedo2, L. Campos Pinto3, N. P. Silva1, J. Casaca3

1Albatroz Engineering, 2FCT/UNL-Universidade Nova de Lisboa, 3REN-Rede Eléctrica Nacional, S.A.
Portugal

Abstract

Sharing over-head lines [OHL] with birds requires significant efforts and third party engagement before lines are erected and afterwards as well. The authors show how regular inspections followed by automatic signal processing and data abstraction followed by criticality analysis and model validation with grid events records carry the concern about bird wellbeing across all stages in the life of an OHL.

The stork (in particular, the white stork) is perhaps the most visible of the concerns of REN - Rede Eléctrica Nacional, the Portuguese Transmission System Operator [TSO], with the environment and, in particular, with birds.

This species is one of the disturbing agents of the proper functioning of OHLs, especially near the estuaries of Tagus, Mondego and Sado rivers, which led to the search for solutions that minimize interactions between birds and operation of the Portuguese Transmission Grid that are detrimental to both. The main problems are due to the accumulation of droppings in insulators, producing a conductive path and the construction of nests, whose materials (whose size can get close to 1 meter) fall and stay hanging on insulators. Every year, REN invests in actions to mitigate the effects of the presence of storks on OHL. The main measures include the installation of anti-landing devices (“anemometers”) on critical towers and over insulators strings, and nest transferring for special platforms in more favorable points of the towers. For these measures to be effective, it is necessary to know where the nests are located (geographically and locally in each tower). For this, REN commissions an airborne inspection dedicated to the counting and location of nests. The authors regard the sharing of the electrical infrastructure with storks as a multi-disciplinary subject and reveal mitigation measures and other stork-related activities that contribute to improve the knowledge of the storks’ life cycle and their acceptance as convivial neighbours on the transmission grid and expect most of the methods to be adaptable to other voltages, territories and bird species.

Keywords

OHL, bird, storks, stakeholder, engagement, inspection, criticality, reliability, optimisation.

stork nest concentration near rice
fields and wetlands along Mondego river

Avanços na Gestão da Vegetação para melhorar a fiabilidade

Avanços na Gestão da Vegetação para melhorar a fiabilidade

por J. Gomes-Mota, F. Azevedo1, J. Casaca2, V. Almeida, N. Pinho da Silva, L. Campos Pinto2

1CENTRIA, Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade Nova de Lisboa, 2REN - Rede Eléctrica Nacional

apresentado por Vítor Almeida na International Conference on Condition Monitoring, Diagnosis and Maintenance - CMDM 2012, 2-5 de Setembro, 2013, Bucareste, Roménia, cmdm2013.org

 

Resumo

Os incidentes atribuídos a causa de vegetação passaram de uma das causas principais para um impacto negligenciável em menos de uma década.Isto deveu-se ao efeito cumulativo de quatro programas independentes, mas concorrentes, : 1 ) As inspecções de rotina com medição de distância com LiDAR estendida para toda a rede, atrbiuindo medidas quantitativas associados com graus de severidade para cada árvore potencialmente perigosa; 2) a classificação da faixa de passagem da linha eléctrica de acordo com o uso da terra , a densidade da vegetação e classificação das taxas de crescimento de árvores ; 3) acções específicas incluindo poda de árvores, poda e corte com as prioridades estabelecidas pela gravidade e criticidade de cada linha eléctrica; 4) as políticas públicas para a criação de rotas secundárias para remover a biomassa das florestas que mandatou o Operador do Sistema de Transmissão [ TSO, Transmission System Operator] limpar os caminhos de acesso (aceiros) em torno das linhas eléctricas.

O TSO Português (REN - Rede Eléctrica Nacional ) opera uma rede de 8443 km da linhas eléctricas aéreas com três níveis de tensão e incorre em custos significativos de investimento e de operação para atingir e manter o número de incidentes de vegetação em níveis mínimos. Por esse motivo, é importante criar um programa que substitua as actuais acções sistemáticas cegas por abordagens probabilísticas conduzindo à gestão baseada na análise de risco. Isso combina informações dos quatro programas com meio ambiente, confiabilidade e gestão de activos, dados com informações de terceiros. Tendo em conta que a qualidade de serviço por incidentes devidos à vegetação já está num nível ideal, o trabalho actual visa a optimização do processo também.

Palavras-chave

Gestão da vegetação, inspecção LiDAR, classificação, biomassa, gestão baseada no risco, optimização, manutenção.

2013_ren_vegetation_management

Exemplo de práticas avançadas de gestão da vegetação apoiadas pela REN, o operador de rede de transmissão [TSO, Transmission System Operator] Português.

Multi – desafios e benefícios de inspecções de linhas aéreas integradas

Multi - desafios e benefícios de inspecções de linhas aéreas integradas

por Artur Matos André1, José Matos2, João Gomes-Mota3

1LABELEC SA (Grupo EDP), 2EDP Distribuição (Grupo EDP), 3Albatroz Engenharia SA

apresentado no CIRED09 - Sessão 20, artigo 0848, Praga, República Checa, 8 a 11 de Junho, 2009.

 

Resumo

A longa experiência da LABELEC nas inspecções aéreas de infravermelhos e visuais das linhas eléctricas aéreas da EDP Distribuição é agora enriquecida com a possibilidade de medir e localizar as distâncias anómalas entre os condutores e as árvores ou outros obstáculos. Isto foi alcançado usando uma solução Laser-Global Positioning System (GPS) que começou por ser desenvolvida na LABELEC e que mais tarde foi operacionalizada pela Albatroz Engenharia. Anteriormente, tinham sido feitas mediadas de distâncias aos obstáculos en linhas eléctricas aéreas de distribuição usando equipamentos de topografia aérea de alta qualidade mas também de alto custo. Agora, os pontos quentes detectados por termograifa e as anomalias visuais podem ser complemnentadas com medidas suficientemetne exatas das distâncias às linhas a a localização GPS correspondento, usando o sistema da Albatroz, apenas com um pequeno aumento dos custos operacionais. Os três tipos de inspecção podem ser efectuados num único vôo sobre linhas de transmissão e distribuição usando um helicóptero de custo operacional médio, como o Eurocopter Colibri EC 120B.

O futuro próximo pode trazer a integração da detecção do efeito de coroa e a visualização no sistema multi-funções da LABELEC melhorando ainda o nível de eficiência das actividades de manutenção.

 

Helicóptero de inspecções na descolagem

Geographical Information Tools for Overhead Lines Preventive Maintenance

Geographical Information Tools for Overhead Lines Preventive Maintenance

by J. Gomes-Mota1, Miguel Ramos1, A. Matos-André 2

1Albatroz Engenharia 2LABELEC (Grupo EDP)

presented at CIGRÉ08 - Session 42 (Studies comity B2) Paris, France, 25 to 29 of August, 2008.

 

Abstract

Overhead line inspections produce data that is inherently referenced by time and geography. A spatial representation of all inspection data integrated with georeferenced asset databases depicts the current line condition in a thorough manner; the analysis of georeferenced maintenance databases over time provides a framework for preventive maintenance planning, budgeting, execution and auditing. The goal is to enhance the technical quality of service, evolving from periodic maintenance/replacement programs towards optimal allocation of resources when and where they are actually needed.

The primary geographical reference is often obtained from GPS often coupled with inertial navigation systems; secondary data sources are georeferenced asset databases, line span numbering, distance measurement sensors or relative positioning to known landmarks. The nature of the data to be represented encompasses physical issues about line elements (thermal and physical faults, equipment wear and remaining life assessment), relationships between overhead lines and other entities (line and road crossings, nearby lines), operation (catenaries estimation, weather influence, line redundancy) and line track clearance issues.

Maintaining a geographical database of detected anomalies with overhead line inspection yields an accurate and robust system to localise issues and offers an enhanced insight into causes of detected anomalies, through the identification of similarities and differences among hardware conditions, field results and environment variables: e.g., same hardware under different weather conditions or same location with different hardware. The outcome is the reduction of hardware replacement and the on-site evaluation of live power-line elements over time.

A geographically referenced database of relationships with other elements and operational conditions provides data on where to expect issues to arise and how to optimise linemen’s activities: e.g., which spans are critical when the current increases, where are the crossings with lower lines, where to enter and exit a line track for maintenance. The outcome would be the optimisation of line capacity under given ground and weather conditions and the optimal allocation of tree trimming.

Track clearance involves ecosystems that evolve near overhead lines over time and space regardless of power grid conditions. Thus, knowing line clearance, the species and local growth rate of trees, the quantity of wood and foliage near the line and the wind shielding effects provided by trees along the line all are examples of geographical-time variables fed into a process of maintenance optimisation.

The paper will focus on work developed on the OpenGIS® Reference Model framework, a set of specifications developed by an international consortium of companies, government agencies and universities. OpenGIS compliant systems interchange geographic object databases, imagery and geoprocessing services. Experimental results from transmission and distribution overhead grids are presented.

Keywords

Overhead Lines (OHL), Geographic Information Systems, OpenGIS Reference Model (ORM), Quality of Service, Remaining life, Georeference, Track clearance, Thermography, GPS.

3D model detail with a power line